Filme: Juno

Cartaz Juno

Juno (Ellen Page) é uma garota de 16 anos, que engravidou de um dos seus melhores amigos, Paulie Bleeker. A principio Juno decide fazer um aborto, mas muda de idéia. Como Juno não queria o bebe, não sentia-se preparada para isso, decidiu achar um casal para adoção. Juno conhece Vanessa e Mark, um casal que parece Ter um boa condição e disse que ajudaria em todas as despesas da gravides. Juno decide que Mark e Vanessa ficarão com seu filho.

O filme aborda de forma inteligente o tema da gravides da adolescente. Passa de uma forma triste, mas acima de tudo real, a vida da adolescente, Juno.

Juno ganhou em 2008 Juno ganhou Oscar de Melhor roteiro original.

Quer saber mais sobre este filme?

Veja o post no Cinema é a minha praia!

Anúncios

Filme: Sweeney Todd

Sweeney Todd

O Filme Sweeney Todd, The Demon Barber of Fleet Street (o Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet), é um musical, suspense, dirigido por Tim Burton. Sweeney Todd é uma adaptação, para o cinema, de um musical de mesmo nome.

Sweenwy Todd, conta a história de Benjamim Barker (Johnny Depp) , um barbeiro que levava uma vida normal, e feliz, com sua mulher e filha. Isso acaba quando um juiz, chamado de Turpin (Alan Rickman), ve a mulher de Barcker e se apaixona. Juiz Turpin, aproveitando-se de sua autoridade, ordena que Benjamim Barker seja preso, por um crime que o mesmo não cometeu, e podendo assim ficar a mulher de Barcker e tomar a filha do mesmo como tutela.

Após quinze anos, Benjamim Barcker volta a Londres, desejando se vingar do fato ocorrido no passado. Tendo como parceira uma confeiteira, chamada srta. Lovett, que encontra na sua volta para Londres, Todd usa sua navalha para matar seus clientes menos conhecidos e srta. Lovett usa a carne dos mortos para fazer tortas, que alcançam grande sucesso na cidade. O grande objetivo de Todd é recuperar sua filha Johanna, que está sobre a tutela do juiz Turpin, matando o mesmo.

Sweeney Todd ganhou em 2008 o Oscar por Melhor Direção de Arte.

Ganhadores Oscar 2008

Melhor filme: “Onde os fracos não têm vez”

Melhor ator: Daniel Day-Lewis por “Sangue Negro”

Melhor Diretor: Joel Coen e Ethan Coen por “Onde os fracos não têm vez”

Melhor documentário: “Taxi to the dark side” – Alex Gibney

Melhor documentário em curta-metragem: “Freeheld”

Melhor roteiro original: “Juno”

Melhor fotografia: Do filme “Sangue negro”

Melhor trilha sonora original: “Desejo e Reparação”

Melhor canção original: “Primeira vez”

Melhor filme estrangeiro: austriáco “Os falsários”

Melhor atriz: Marion Cotillard por “Piaf – um hino ao amor”

Melhor Edição: “Ultimato Bourne”

Melhor atriz coadjuvante: Tilda Swinton por ‘Conduta de Risco’

Melhor ator coadjuvante: Javier Bardem por “Onde os fracos não tem vez”

Melhor roteiro adaptado: “Onde os fracos não têm vez”, Joel Coen e Ethan Coen

Melhor direção de arte: “Sweeney Todd – O barbeiro demoníaco da Rua Fleet”, de Tim Burton. Dante Ferretti e Francesca Lo Schiavo levam a estatueta.

Melhores efeitos especiais: “A bússola de ouro”

Melhor maquiagem: “Piaf – Um hino ao amor”

Melhor animação: “Ratatouille” – Brad Bird

Melhor figurino: “Elizabeth – A era de ouro”

Melhor Mixagem de som: “Ultimato Bourne”

Melhores efeitos sonoros: “Ultimato Bourne”

Melhor curta de animação: “Peter and the wolf”

Melhor curta-metragem: “Le Mozart des pickpockets”

 

Via: Correio Diário